Tratamento de Ceratocone

Tratamento-de-Ceratocone
O tratamento do ceratocone depende do seu estágio de evolução, portanto no:

Estágio I – Óculos e Lentes de Contato Gelatinosa + Crosslinking da córnea, quando detectamos progressão da doença;

Estágio II – Crosslinking da córnea, quando detectamos progressão da doença;

Estágio II/III – Implante de Anel (indicado somente em casos específicos) + Crosslinking da córnea, se obtiver bom resultado com o Anel de Ferrara;

Estágio IV – Transplante de Córnea Lamelar Anterior ou Penetrante.

Dúvidas sobre o tratamento do ceratocone? Fale com um especialista:

Assim que diagnosticado o ceratocone, é imprescindível que o paciente faça um acompanhamento de perto com seu médico. Nos estágios iniciais do ceratocone, é fundamental tratar qualquer patologia de pálpebra e conjuntiva associada. O objetivo é eliminar todo e qualquer microtrauma na córnea, geralmente desencadeado pelo hábito de coçar os olhos.

O uso de colírios lubrificantes e antialérgicos ajudam a prevenir a coceira. Sendo detectada a progressão do ceratocone, mesmo após o controle de todos os fatores externos e locais do olho, é indicado o fortalecimento da córnea com o crosslinking da córnea.

Tratamento do Ceratocone - Anel de Ferrara
Figura: Anel de Ferrara

Óculos e Lentes de Contato

No primeiro estágio da doença, quando o ceratocone está no início e com grau discreto, sem apresentar evolução, o tratamento é realizado apenas com a recomendação de óculos ou lentes de contato rígidas ou especiais.

Nesta fase ainda não há necessidade de cirurgia de ceratocone, mas, isso pode mudar de acordo com outros fatores e o perfil clínico de cada paciente.

Crosslinking da Córnea

O crosslinking da córnea é um tratamento cirúrgico desenvolvido com a finalidade de aumentar a resistência da córnea, aumentando sua estabilidade. O objetivo é minimizar a progressão do ceratocone e com isso retardar ou até mesmo evitar um futuro transplante de córnea.

O procedimento está indicado para pacientes portadores das chamadas ectasias corneanas, como ceratocone e degeneração marginal pelúcida. O tratamento também pode ser realizado em pacientes previamente submetidos a outras cirurgias na córnea. O crosslinking corresponde ao processo de fortalecimento de uma estrutura pela indução de ligações covalentes entre as moléculas de um mesmo material ou órgão.

No crosslinking da córnea, haverá um fortalecimento das fibras de colágeno (que representam as pontes de sustentação da córnea). Com o aumento da resistência corneana, diminui-se a elasticidade da córnea e com isso, reduz-se a chance de progressão do abaulamento corneano, responsável pelo alto astigmatismo e baixa da visão.

A córnea com fibras de colágeno menos unidas, será mais frágil (deformável) em comparação com a córnea com fibras de colágeno mais unidas (crosslinking). Dessa forma, as chances de progressão do ceratocone são minimizadas, muitas vezes retardando e até mesmo evitando um futuro transplante de córnea.

Anel de Ferrara

Anel de Ferrara ou Anel Corneano é o tratamento é indicado quando o oftalmologista identifica uma alta probabilidade de evolução do ceratocone.

Anel de Ferrara
Figura: Implante Anel de Ferrara

O Anel de Ferrada é um implante cirúrgico de anéis intraestromais na córnea e melhora a curvatura e regularidade da córnea, ajudando a impedir a evolução da doença.

Não é uma técnica refrativa, ou seja, mesmo após o procedimento, ainda será necessário o uso de óculos ou lentes de contato para corrigir a visão.

Transplante de Córnea

O transplante também está indicado quando a córnea perde sua transparência, como, por exemplo, em cicatrizes secundárias a acidentes e traumas, infecções oculares e doenças genéticas (como as distrofias de córnea) ou degenerações corneanas como ceratocone.

Indicações de Transplante de Córnea:

  • Ceratocone
  • Astigmatismo Elevado e Irregular (Primário ou Secundário a cirurgia, trauma, infecção)
  • Cicatriz de Córnea
  • Distrofia de Córnea
  • Tipos de Transplante de Córnea

A técnica clássica de transplante de córnea é o Transplante Penetrante, onde a córnea é inteiramente (todas suas camadas) substituída por outra. Mais recentemente, novas técnicas foram desenvolvidas com o objetivo de oferecer mais segurança e rapidez na recuperação da visão.

Os Transplantes Lamelares consistem na troca de somente algumas camadas (lamelas) da córnea, preservando a camada mais nobre da córnea, o Endotélio. O Endotélio é responsável por desidratar a córnea e mantê-la transparente. Por ser a camada mais complexa da córnea, também é a camada que tem maior índice de rejeição.

As principais vantagens dos transplantes lamelares são uma menor chance de rejeição e mais rápida recuperação da visão. Porém, em muitos casos, o trasplante total (penetrante) é necessário devido à cicatrizes na córnea que não permitem a separação das camadas da córnea.

Se você quiser saber mais sobre o tratamento do ceratocone, você pode baixar o nosso e-book:

 hospital-de-olhos-ceratocone

Caso ainda tenha dúvidas, fale conosco pelo telefone (38) 3222.0052 ou pelo WhatsApp (38) 9-9834-3040.

RELACIONADOS

ceratocone-mini
Cirurgia de Ceratocone
A cirurgia do ceratocone pode ser realizada de três formas, dependendo do grau de evolução da doença, são elas: Anel de Ferrara ou Anel Corneano…

Exames de Ceratocone
A suspeita do ceratocone começa quando o paciente apresenta queixa de baixa visão e aumento progressivo do astigmatismo ou baixa visão mesmo com óculos. Nesses…

Ceratocone
O que é ceratocone? O ceratocone é uma doença da córnea, caracterizada pelo aumento progressivo da curvatura da córnea, bem como pela diminuição progressiva de…